Justiça Eleitoral cassa mandato do prefeito de Triunfo e determina novas eleições

Escrito por em 10 de julho de 2017

O juiz eleitoral Agílio Tomaz Marques, da 37ª Zona Eleitoral, cassou, na manhã desta segunda-feira (10), o mandato do prefeito e da vice-prefeita de Triunfo, José Mangueira Torres (PTB) e Francisca Franciele Gonçalves, respectivamente, acusados de compra de votos nas eleições de 2016. O magistrado julgou uma Aije (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) movida pelo então candidato às eleições de 2016 Joaquim Júnior Gonçalo Feitosa.    

A decisão deverá ser publicada na edição desta terça-feira (10) do Diário Eletrônico do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. 

Além da cassação, o juiz arbitrou uma multa de R$ 30 mil Ufir para o prefeito e o mesmo valor para a vice. O ex-prefeito Damísio Mangueira da Silva também foi multado em R$ 30 mil Ufir.

Conforme a decisão do juiz, terão que ser realizadas novas eleições no município de Triunfo, já que além da cassação do candidato eleito há a anulação de mais de 50% dos votos dados.

Zé Mangueira obteve 51,24% dos votos; o segundo colocado Júnior Glória (PSB), 48,26%; e o terceiro colocado, Dr. José Carlos (PRB), 0,50%.

Além da compra de votos, que teria sido gravada em vídeo, a Aije apurava a existência de abuso do poder político, por meio de uma série de condutas, como o pagamento de serviços de roço não executados, durante o período eleitoral, e a contratação de eleitor para cargo em comissão com o suposto objetivo de angariar votos. 

 

 

Com ClickPB

Opiniões do leitor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Ao vivo

Maringá FM

Current track
TITLE
ARTIST