Wellington Roberto sofre retaliação após voto contra Temer e perde indicado no Dnit

Escrito por em 4 de agosto de 2017

O deputado federal Wellington Roberto (PR) deve ser um dos primeiros alvos de retaliação pelo Governo Federal após ter votado pelo prosseguimento da denúncia contra Michel Temer na última quarta-feira (02). De acordo com a coluna Painel, da Folha de São Paulo, será exonerado um indicado do deputado para ocupar a diretoria de Administração e Finanças do Dnit.

O pedido de punição teria sido feito pelo Ministro dos Transportes Maurício Quintela, que é do mesmo partido do deputado paraibano. A exoneração de Gustavo Adolfo Andrade de Sá já estaria para ser publicada no Diário Oficial da União, de acordo ainda com a coluna.

O Planalto ainda aguarda que outros partidos sigam o exemplo do PR e realizem pentes-finos em suas bancadas para identificar os “traidores” e pedir as cabeças de seus indicados ao governo.

Na última quarta-feira (03) na Câmara dos Deputados, o paraibano declarou seu voto favorável à admissibilidade da denúncia contra Michel Temer. Wellington Roberto afirmou durante sua declaração de voto que não podia ignorar a opinião popular. Caso a denúncia fosse aceita, o presidente seria afastado do cargo. No entanto, a oposição não conseguiu totalizar os 242 votos necessários para dar andamento ao processo.

 

 

Com ClickPB

Opiniões do leitor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Ao vivo

Maringá FM

Current track
TITLE
ARTIST