“Seria uma insanidade do PSDB”, avalia Romero sobre não ter legenda para disputar governo em 2018

Escrito por em 11 de setembro de 2017

O prefeito Romero Rodrigues (Campina Grande) deixou claro que não tem problemas no relacionamento com os nomes que conduzem o partido em nível local, mas espera que a legenda avalie bem suas chances de ser elevado à disputa ao governo do estado. O tucano defendeu que o projeto tem que ser partidário e voltou a admitir a possibilidade de retirar sua postulação ao cargo, caso seja o melhor para o grupo.

“Não tenho dificuldade com as lideranças do PSDB local. Tenho com Cássio (Cunha Lima) uma relação muito tranquila”, garante. Entretanto, o gestor afirmou que espera reciprocidade do partido caso decida partir para a disputa. “Seria uma insanidade do PSDB, eu chegar no próximo ano e dizer que sou candidato a governador, deixar a Prefeitura, e não ter a legenda. Acho que o partido não faria isso e não quero crer nisso”, avaliou.

Questionado sobre o tempo que a legenda terá para resolver a situação dentro do grupo das oposições, Romero salientou que até abril “é tempo mais do que suficiente”, uma vez que caberia a renúncia do gestor. Ele também destacou que não vê problemas em várias postulações ao cargo e que é necessário fertilizar esses nomes.

O prefeito de Campina Grande garantiu ainda que pode apoiar o senador tucano caso o partido decida por seu nome. “Cássio conta com meu apoio, não tem problema nenhum.Estou falando de uma questão partidária e não posso mudar de discurso só para me beneficiar. Eu estou falando em fortalecimento do partido e é isso que faço desde fevereiro deste ano”, lembrou.

 

 

 

Com Blog do Gordinho

Opiniões do leitor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Ao vivo

Maringá FM

Current track
TITLE
ARTIST