Prefeita de Mamanguape alega que compra de voto foi feita por sua filha e não pela promotora de Justiça

Escrito por em 20 de outubro de 2017

A prefeita  cassada de Mamanguape, Maria Eunice (PSB), reconheceu  que foi um erro de sua filha , a promotora de Justiça  Ismânia do Nascimento Pessoa da Nóbrega   flagrada oferecendo vantagem a vereadores para reforçar a candidatura de sua mãe em troca de dinheiro nas eleições municipais de 2016. “Mas quem estava lá era minha filha e não a promotora de Justiça que, inclusive estava de férias”.

“Ela foi punida com 100 dias de afastamento de suas funções, mas tirar o cargo dela é demais”, declarou a prefeita que agradeceu  ao ministro Ricardo Lewandowski, do STF,  que concedeu liminar na quarta-feira (18) para que a promotora voltasse ao cargo. “Foi uma decisão inteligente do ministro”, disse.

Ainda de acordo com Maria Eunice, a sua filha e promotora de Justiça Ismânia do Nascimento Pessoa da Nóbrega retoma às suas funções a partir da próxima segunda-feira. A prefeita  revelou ter  dado ‘um puxão de orelha’ em sua filha por ter se encontrado com os vereadores, na época. “Não devia”, disse Maria Eunice em entrevista ao programa Correio Debate, alegando ainda que a prática é suja e imunda, mas recorrente na política de Mamanguape.

A prefeita Maria Eunice se declarou surpresa com a decisão da Justiça Eleitoral que cassou o seu mandato e o da vice-prefeita Baby Helenita Veloso Silva (PRTB), por compra de votos – com oferecimento de supostos empregos, dinheiro. “Estava em Brasília quando fiquei sabendo da notícia”, contou.

 Maria Eunice  confirma que a proposta de  ajuda financeira a vereadores para alavancar sua candidatura foi realmente feita. “Só não foi concretizada. Foi só promessa”, garante. Ela diz que a ‘falsa promessa’ não alterou o resultado do pleito.

A prefeita, que continua no cargo, informou que os seus advogados vão recorrer da decisão  proferida no último dia 17 pela juíza Juliana Duarte Maroja, da 7ª Zona Eleitoral, em Mamanguape.  “Vão atacar os pontos obscuros no processo”, diz.

Maria Eunice, que retornou ontem à noite a Mamanguape, também se mostrou surpresa com as manifestações de apoio a sua permanência à frente da gestão municipal nesta sexta-feira. A ‘festa’, organizada por um dos seus secretários da prefeitura, segunda denúncias, paralisou quase que totalmente os serviços ofertados pela prefeitura. Maria Eunice nega: “Tudo está funcionando normalmente”. 

 

 

Com ClickPB

Opiniões do leitor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Ao vivo

Maringá FM

Current track
TITLE
ARTIST