Após embargo da Perimetral, Ricardo diz que “quem não faz não pode impedir que obra avance”

Escrito por em 16 de outubro de 2017

O governador Ricardo Coutinho criticou a postura da Prefeitura de João Pessoa ao embargar a obra da Perimetral Sul e afirmou que “quem não faz não pode simplesmente se dar ao direito de por outros motivos menores, até mesquinhos, tentar impedir que a obra avance”. Ricardo Coutinho visitou na manhã desta segunda-feira (16) as obras da Perimetral Sul, que vão ligar a BR-101 até o bairro Valentina Figueiredo e depois disso, até a PB-008.

Segundo o governador, o embargo da Prefeitura à obra do Governo do Estado teve “evidentemente apenas cunho político. Não teve essa história de desmatamento, não teve essa história de licenciamento, porque estava licenciado”. Ele ressaltou que “quando perceberam a bobagem, o desrespeito que fizeram ao povo de João Pessoa, correram para desembargar”.

Ricardo ainda lamentou que as obras de mobilidade urbana existentes em João Pessoa e Campina Grande são feitas basicamente apenas pelo Governo do Estado. “Se você tirar o Governo do Estado das obras que faz de mobilidade em João Pessoa, não sobra uma. A não ser um pontilhão ali na Beira Rio que já dura um período bastante extravagante. As obras de mobilidade urbana em João Pessoa e Campina Grande são obras do Governo do Estado”, atestou o governador.

A determinação do Governo do Estado é conseguir suprir as necessidades dos municípios que inclusive não são feitas pelas prefeituras, independentemente de quem governa. Ricardo Coutinho foi até o canteiro de obras para assegurar que não vai haver paralisação.

O governador também afirmou que pretende que a conclusão da obra seja antecipada. Alguns problemas ocasionados pela chuva e drenagem no local, além de problemas com licitação provocaram alguns atrasos. “A licitação foi concluída, mas a empresa não conseguiu dar o ritmo necessário”, explicou Ricardo Coutinho, dizendo também que depois disso foi feita uma nova licitação incluindo também a segunda etapa.

“Nós estamos exigindo para que a atual empresa possa dar a resposta necessária para entregar de fevereiro para cá”, adiantou o governador Ricardo Coutinho.

 

 

Com clickPB

Opiniões do leitor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *


Continue lendo

Ao vivo

Maringá FM

Current track
TITLE
ARTIST